Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estácio, UVA e Fatec vão receber alunos da UniverCidade e da UGF

Ministério da Educação divulgou instituições selecionadas para continuar cursos de 9.500 estudantes prejudicados pelo fechamento das universidades controladas pelo grupo Galileo

Três instituições foram selecionadas pelo Ministério de Educação nesta sexta-feira para receber os 9.500 estudantes da Universidade Gama Filho (UGF) e do Centro Universitário da Cidade (UniverCidade), pertencentes ao grupo Galileo e descredenciadas no início de janeiro. Os alunos que tiveram os cursos interrompidos pelo descredenciamento da UGF e da UniverCidade poderão continuar os estudos na Universidade Estácio de Sá (Unesa), na Universidade Veiga de Almeida (UVA) e na Faculdade de Tecnologia Senac Rio (Fatec).

Essas instituições foram selecionadas pela Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres), do Ministério da Educação. A análise e o julgamento foram feitos por uma comissão de nove professores avaliadores. A decisão foi submetida à diretoria colegiada da Seres para aprovação.

A Universidade do Grande Rio Professor José de Souza Herdy (Unigranrio) e a Faculdade de Medicina de Campos também concorreram na seleção para receber estudantes da UGF e da UniverCidade.Os alunos não são obrigados a participar da transferência assistida e podem procurar outras universidades por conta própria.

Desde o descredenciamento da Gama Filho e da UniverCidade, a Seres tomou diversas medidas para definir a transferência dos estudantes. Entre elas, determinou a manutenção dos valores das mensalidades, dos descontos e bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni), além dos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Também estão garantidos aos alunos direitos como a participação no Programa Ciência sem Fronteiras, vínculos de estágios e a prorrogação de prazo para entrega de certificados na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Segundo o MEC, o descredenciamento ocorreu devido à má qualidade do ensino oferecido nas instituições e porque o grupo Galileo não ofereceu um plano para superar os problemas financeiros, que causaram atrasos no pagamento de professores e funcionários. Além dos 9.500 estudantes, o grupo tem ainda de entregar a documentação dos cerca de 3.500 formandos. De acordo com uma decisão do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ), a empresa tem até o dia 28 deste mês para providenciar a documentação aos cerca de 13.000 alunos registrados nas duas instituições.

Leia também:

Cinco universidades podem receber alunos do grupo Galileo

Tribunal de Justiça do Rio multa grupo Galileo

MEC descredencia duas universidades do Rio de Janeiro

Defensoria do Rio apresenta ação para facilitar transferência de alunos da Gama Filho

Gama Filho e UniverCidade devem manter secretarias funcionando