Walmart revela que já fechou 60 lojas no Brasil

Decisão faz parte de enxugamento global feito pelo grupo, que vai encerrar as operações de 269 unidades

A rede varejista Walmart anunciou nesta sexta-feira, nos Estados Unidos, um plano para encerrar as operações de 269 lojas em vários países. No Brasil, a companhia confirmou que já ocorreu o fechamento de 60 pontos de venda. Apenas nos EUA, a rede decidiu fechar 154 lojas, incluindo 102 do formato Walmart Express, lojas de tamanho menor que vinham sendo testadas desde 2011.

De acordo com a empresa, as operações encerradas pelo Walmart Brasil vinham apresentando baixa performance. Essas 60 lojas representam 5% do total das vendas da companhia em território brasileiro, informou a rede. Segundo a companhia, vários dos funcionários afetados foram realocados para outras unidades no Brasil.

A ordem da matriz americana para fechamento das lojas começou a ser cumprida nos últimos dias de 2015. As operações internacionais do Walmart perderão ao todo 115 pontos de venda. Além dos 60 fechamentos no Brasil, a rede anunciou que outras 55 lojas estão sendo fechadas em outros países da América Latina.

O encerramento das operações faz parte de um grande processo de revisão do portfólio de lojas da companhia norte-americana, que até então tinha mais de 11,6 mil pontos de venda no mundo.

No Brasil, a confirmação dos fechamentos ocorre junto com mudanças no alto escalão. Flávio Cotini, atual vice-presidente de finanças do Walmart Brasil, será o novo presidente e CEO da operação no país. A mudança ocorre após a promoção do atual presidente, Guilherme Loureiro, que assume o Walmart no México e América Central. As trocas de comando passam a valer a partir do dia 1º de fevereiro.

Leia mais:

Comércio tem o pior Natal em 12 anos, diz Serasa

O Walmart tem precisado aumentar despesas e investimentos. Em uma reunião com investidores em outubro, o CEO global da companhia, Doug McMillon, afirmou que o lucro no próximo ano fiscal poderia cair em torno de 12% por conta da necessidade de investimento em comércio eletrônico, aumentos de salário e necessidade de reforma nas lojas.

De acordo com a companhia, os fechamentos vão gerar um impacto da ordem de 20 a 22 centavos de dólar no lucro por ação da empresa, sendo que 75% disso está ligado ao encerramento de operações nos Estados Unidos e grande parte do restante diz respeito ao Brasil.

Segundo a empresa, os investimentos em abertura de lojas não devem ser encerrados. O Walmart afirma que serão mais de 300 novas lojas no mundo todo no ano. Fora dos Estados Unidos, os planos envolvem entre 200 a 240 novas lojas.

(Com Estadão Conteúdo)