Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Wall Street fecha último pregão de 2011 em baixa de 0,57%

Nova York, 30 dez (EFE).- O índice Dow Jones Industrial, o principal de Wall Street, fechou nesta sexta-feira o último pregão de 2011 em baixa de 0,57%.

Segundo resultados provisórios, esse indicador, que reúne 30 das maiores empresas americanas, perdeu 69,48 pontos, para 12.217,56. Já o índice seletivo S&P 500 caiu 0,43%, e o indicador da bolsa eletrônica, a Nasdaq, diminuiu 0,33%.

Nesta última jornada da bolsa de 2011, marcada novamente pelo baixo volume de contratações devido à falta de atividade típica destas datas, os investidores já dedicavam suas atenções para 2012.

A maior parte dos setores de Wall Street fechou no vermelho, liderados pelo tecnológico (-0,31%) e pelo financeiro (-0,11%), enquanto fecharam em positivo o energético (0,06%) e o dos transportes (0,07%), entre outros.

No setor financeiro perderam força o Citigroup (-1,68%), Visa (-1,57%), MasterCard (-1,44%), American Express (-0,74%), Morgan Stanley e Wells Fargo (-0,72%), Goldman Sachs (-0,64%) e JPMorgan Chase (-0,51%).

Surpreendentemente, o Bank of America, que desabou 58,32% neste ano, ganhou 1,83% nesta última jornada de 2011 para ser uma das sete companhias do Dow Jones que fecharam em positivo.

Fora desse índice, a AMR, matriz da American Airlines, continuou com sua queda livre (-32,16%) um dia depois que a Bolsa de Nova York anunciou que os títulos da terceira maior companhia aérea dos Estados Unidos deixarão de cotar no mercado por não cumprir os requisitos mínimos para estar nele.

Em outros mercados, o barril de Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) caiu 0,82% e fechou em US$ 98,83, o ouro subiu até US$ 1.566,8 dólares a onça, o dólar perdeu força em relação ao euro (que fechou cotado a US$ 1,2947, e a rentabilidade da dívida pública americana a 10 anos retrocedia para 1,87%. EFE