Via Varejo fará oferta secundária de até R$ 4,9 bilhões

Os coordenadores da oferta estabeleceram uma faixa indicativa de preço de 25,60 a 33,60 reais por unit, que corresponde a uma ação ordinária e duas ações preferenciais

A família Klein e o Grupo Pão de Açúcar podem levantar até 4,9 bilhões de reais com uma oferta pública secundária de units da Via Varejo, varejista de móveis e eletrodomésticos do GPA, segundo termos do prospecto da operação divulgado nesta segunda-feira. A oferta envolverá a distribuição secundária de units – cada uma representa uma ação ordinária e duas ações preferenciais.

Os coordenadores da oferta estabeleceram uma faixa indicativa de preço de 25,60 a 33,60 reais por unit, com 107.562.595 units envolvidas, inicialmente, na operação. A oferta poderá contemplar, ainda, 16.134.389 units em lote suplementar e outras 21.512.519 units de lote adicional.

Considerando o exercício total de todos os lotes de units e o preço de 33,60 reais, a oferta pode movimentar até 4,879 bilhões de reais.

Em ata de reunião de conselho divulgada à parte, o GPA informou que venderá até 165.377.493 de ações ordinárias no âmbito da operação, que correspondem a 55.125.831 de units, cerca de 38% do total que pode vir a ser ofertado.

Leia também:

Família Klein reorganiza estutura societária na Via Varejo

Conselho da Viavarejo confirma IPO da empresa

Família Klein vai vender 16% de empresa que controla Casas Bahia e Ponto Frio

Formada pela união entre Ponto Frio, do GPA, e Casas Bahia, da família Klein, a Via Varejo também administra a bandeira Nova Pontocom, de comércio eletrônico.

Na sessão da última sexta-feira, as ações ordinárias da companhia, que possuem baixa liquidez na bolsa, encerraram o pregão cotadas a 31 reais. Atualmente, apenas 0,6% do capital social da companhia é negociado em mercado, segundo informações da Bovespa.

Por isso, a oferta secundária da Via Varejo é vista pelo mercado como o verdadeiro IPO (sigla em inglês para oferta pública inicial de ações) da companhia, elevando substancialmente o número de papéis da empresa negociado em bolsa, para cerca de um terço do total.

Em junho, o Conselho da Via Varejo já havia aprovado a oferta pública de units, em uma operação para permitir à família Klein, fundadora da Casas Bahia, a redução da participação na empresa. Atualmente, os Klein detêm 47% da Via Varejo.

A precificação da oferta ocorrerá no dia 12 de dezembro, com início da negociação das units marcado para o dia 16 do mesmo mês, informa a empresa. O período de reserva vai de 2 a 11 de dezembro.

A oferta é liderada pelo Credit Suisse, também contando com a coordenação do Bradesco BBI, Bank of America Merrill Lynch, Goldman Sachs, Itaú BBA, JP Morgan, Santander e UBS Brasil.

(com agência Reuters)