Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vários compradores têm interesse na Saab–gestores judiciais

Um número de potenciais compradores mostraram interesse em partes ou em toda a falida fabricante de automóveis sueca Saab, e existe uma chance de que o negócio possa ser realizado, o que permite que algumas operações da companhia continuem, informaram gestores judiciais da companhia nesta sexta-feira.

A fabricante de carros sueca teve a falência declarada pela justiça no início deste mês, finalizando uma batalha de nove meses do sua dona holandesa Swedish Automobile NV para se manter à tona. A empresa não fabricou nenhum veículo desde abril e diversos resgates falharam.

Os gestores da Saab apontados pela justiça, Hans Bergqvist e Anne-Marie Pouteaux, disseram em um comunicado que receberam um número de interessados suecos e estrangeiros na possível compra da companhia ou de partes do negócio.

“Os contatos realizados até agora têm sido positivos e dão esperança real de que possam existir alternativas e até combinações de soluções que podem resultar em alguma atividade continuada e um desenvolvimento adequado da massa falida”, disseram.

A revista alemã Auto Motor und Sport reportou nesta sexta-feira que a Saab mantinha conversas com o governo turco. Uma fonte familiarizada com a situação disse à Reuters que uma delegação turca visitou a Suécia para expressar interesse na Saab mas recusou-se a fornecer mais detalhes.

O periódico sueco Dagens Industri informou que uma das maiores fabricantes de carros da Índia também deve estar interessada na compra de partes ou de toda a companhia.

Essa companhia, segundo informam, foi representada na Suécia por Lars Carlstrom, que foi porta-voz do empresário russo Vladimir Antonov, que falhou em comprar uma fatia da fabricante de automóveis.

Carlstrom não estava imediatamente disponível para comentar o assunto.

O último plano de resgate da Saab envolvendo a Zhejiang Youngman Lotus Automobile foi recusado pelo antigo dono General Motors, que ainda licencia a tecnologia da qual depende a fabricação de carros da Saab.

Os gestores disseram que não poderiam informar um cronograma sobre quando alternativas mais concretas poderão ser apresentadas.

O representante da Zhejiang Youngman na Suécia disse que o grupo chinês continua interessado em comprar a Saab, particularmente qualquer de sua tecnologia que não necessite do licenciamento da GM.