Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Valor médio da gasolina sobe 3,97% no Brasil

Pesquisa da Agência Nacional do Petróleo em 8,6 mil postos de combustível mostra que preço médio é de R$ 2,88 no país; o reajuste ficou muito acima da média no Amapá, em Sergipe e no Ceará

Pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) entre os dias 3 e 9 de fevereiro em todo o país mostra que o preço médio da gasolina vendida nos postos brasileiros é de 2,88 reais. O combustível aumentou 0,11 real na semana seguinte ao reajuste autorizado de 6,6% para a gasolina e de 5,4% para o diesel nas refinarias.

A ANP realiza a pesquisa semanalmente em 8,6 mil postos de combustível de todo o Brasil, segundo informações da Agência Brasil. Nesta semana, o levantamento mostrou que a maior alta foi registrada no Amapá, onde a gasolina subiu 7,18% entre as duas semanas analisadas. Outros estados com grandes aumentos de preços foram Sergipe (6,44%), Ceará (5,75%), Pernambuco (5,13%), Bahia (5,06%) e Alagoas (5,05%). Os menores aumentos foram em Mato Grosso (1,77%), Maranhão (2,19%) e Minas Gerais (2,83%). Em São Paulo, o reajuste foi de 4,11% e no Rio de Janeiro, 3,10%.

Logo depois do anúncio do aumento dos preços nas refinarias, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, estimou que o reajuste no preço da gasolina para o consumidor seria de aproximadamente 4% e não pesaria no bolso e na inflação – apesar de novos reajustes estarem, por hora, descartados.

Leia também:

Consumidor já paga até R$ 3 por litro de gasolina

Governo elevará mistura do etanol à gasolina a 25%

Tabela
Estado Preço (R$) Reajuste
Amapá 2,926 7,18%
Sergipe 2,944 6,44%
Ceará 2,868 5,75%
Pernambuco 2,869 5,13%
Bahia 2,969 5,06%
Alagoas 2,912 5,05%
Tocantins 3,064 4,90%
Mato Grosso do Sul 3,003 4,85%
Roraima 3,014 4,76%
Distrito Federal 2,988 4,70%
Rio Grande do Sul 2,902 4,50%
Rio Grande do Norte 2,879 4,31%
Piauí 2,747 4,13%
São Paulo 2,762 4,11%
Espírito Santo 2,936 4,08%
Goiás 2,902 3,90%
Paraná 2,931 3,97%
Pará 2,979 3,44%
Acre 3,240 3,42%
Paraíba 2,754 3,42%
Santa Catarina 2,862 3,40%
Amazonas 2,991 3,35%
Rondônia 3,050 3,21%
Rio de Janeiro 2,995 3,10%
Minas Gerais 2,911 2,83%
Maranhão 2,888 2,19%
Mato Grosso 3,042 1,77%