Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

TAM: ‘Falha no sistema baixou preços para estrangeiros’

Empresa afirmou, em nota, que discrepância de preços foi causada por falha de sistema

A companhia aérea TAM enviou um comunicado à imprensa na noite desta terça-feira afirmando que não comercializa passagens aéreas mais caras para consumidores brasileiros, na comparação com as tarifas praticadas pela empresa no exterior. Durante a tarde, a TAM foi procurada por inúmeros consumidores que verificaram diferenças de preço entre trechos idênticos – sendo que no site em inglês da companhia, as tarifas eram mais baratas do que as cobradas no site em português.

Segundo o comunicado, “ocorreu um erro no sistema de disponibilização de tarifas, causando uma grande diferença nos preços, para iguais trechos” em sites da TAM no Brasil e no exterior. A empresa afirmou que o erro foi corrigido “graças ao alerta de clientes”.

De acordo com a TAM, o erro desta tarde não significa que diferenças de preços entre mercados diferentes sejam incomuns na dinâmica da empresa. Segundo o comunicado, o que determina o valor das passagens é a demanda de cada perfil de passageiros – básico, flex e top – e a oferta de assentos disponíveis. Esses dois fatores, segundo a empresa, podem variar de acordo com cada mercado. ” A TAM trabalha com o conceito de composição dinâmica de preços, tanto no mercado brasileiro quanto no exterior”, informa o texto.

Preços de voos Tam

Preços de voos Tam (VEJA)

Clientes utilizaram as redes sociais e o site Reclame Aqui para divulgar as diferenças de tarifa. Um exemplo é o trecho São Paulo – Rio de Janeiro, partindo de Congonhas e chegando a Santos Dumont na tarde desta terça-feira. Para os clientes americanos, a passagem saía por 58 dólares, pela tarifa básica. Para os brasileiros, tal perfil de tarifa estava esgotado e só havia assentos disponíveis a preços mais elevados, de 705 a 825 reais, nas tarifas flex e top, respectivamente.

Ainda segundo a TAM, cada uma das versões do site da empresa só permite compras com cartões de crédito emitidos no país selecionado pelo cliente. Isso significa que, em teoria, clientes brasileiros não podem adquirir passagens no site em inglês.

Leia também:

Pane bloqueia sistema de reservas da American Airlines; voos são suspensos

TAM é multada por atraso na lista de vítimas do voo 3054

BNDES se mostra preocupado com desempenho das companhias aéreas