Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Supermercados dão descontos para alimentos “feios”

Varejistas também fazem promoções de preço para produtos com data de validade próxima do vencimento

As redes varejistas brasileiras estão abrindo espaço nas gôndolas para frutas, legumes e verduras visualmente feios, disformes ou com prazo de validade próximo do vencimento. Esse é o caso do Extra e Carrefour. A opção pela compra desses itens pode gerar até 40% de economia para o consumidor.

Desde maio, os clientes do Extra podem encontrar na seção de hortifrúti descontos de 20% nos produtos fora do padrão – limões, laranjas, pimentões, chuchus, batatas, abobrinhas e tomates que dificilmente seriam colocados à venda pela aparência ou pelo curto prazo de validade.

“Havia a necessidade de melhorar a capacidade de de compra do consumidor e oferecer um produto com faixa de preço melhor”, afirmou o responsável pela área de perecíveis do Extra, Marcos Pozzi.

Eugenio Foganholo, diretor da Mixxer, consultoria de varejo e bens de consumo, diz que o consumidor não está acostumado a comprar alimentos desse tipo. “Há um movimento na sociedade para entender que eles são tão adequados quanto os outros. O produto pode estar feio, deformado, mas não deixa de ter valores nutricionais.”

Legumes e frutas da "Fruta Imperfeita"

Frutas e legumes comercializados pela iniciativa Fruta Imperfeita (Fruta Imperfeita/Divulgação)

No Extra, os produtos comercializados com desconto são vendidos em embalagens de 1 kg – todos passam pelo teste de qualidade da rede antes de serem disponibilizados ao consumidor. A ação está presente em todos os estados brasileiros, exceto na Bahia.

O Carrefour lançou nesta semana programa similar. Batizado de Únicos, a iniciativa vai oferecer descontos a partir de 30% na compra de 11 frutas e legumes considerados fora do padrão – abobrinha italiana, batata, berinjela, beterraba, cebola, cenoura, chuchu, laranja pêra, maçã gala, pepino e tomate.

O programa, ainda em fase de implantação, já está disponível todas as sextas-feiras nos hipermercados dos bairros Pinheiros e José Bonifácio, em São Paulo.

O Atacadão, que pertence ao Grupo Carrefour, comercializa há dois anos alimentos fora do padrão estético com descontos. “Nenhum produto sofre tanta alteração como estes [frutas, legumes e verduras], com o desconto você aumenta a chance de venda e as perdas são menores para todo mundo: mercado, consumidor e produtor”, afirmou Foganholo.

Uma das primeiras empresas a perceber o potencial de venda desse tipo de produto foi a Fruta Imperfeita, que desde 2015 trabalha com a entrega de cesta de produtos recusados pelo mercado por terem uma aparência fora de padrão. “As pessoas não conhecem esses produtos. Quando começamos, nos perguntavam se eram frutas estragadas”, disse a engenheira de alimentos e uma das criadoras da empresa, Nathalia Inada.

Segundo ela, é preciso levar em conta que a aparência não afeta a qualidade nutricional dos alimentos. “Um dos motivos para os alimentos serem imperfeitos é a questão climática. A plantação sofre, mas continua perfeita para o consumo”.

De acordo com estimativa da Fruta Imperfeita, a iniciativa evitou que 320 toneladas de frutas e legumes fossem para o lixo. “Ajudamos toda uma cadeia produtiva, desde o pequeno produtor”, diz Nathalia.

A assinatura de entregas semanais de cestas de 5 kg de legumes ou frutas custa a partir de 96 reais por mês.  Atualmente a empresa tem 850 clientes e atende bairros da zona sul de São Paulo.

Vários supermercados oferecem descontos para produtos com prazo de validade perto do vencimento. Nos supermercados do grupo varejista GPA, Extra e Pão de Açúcar, os descontos chegam a 40% e abrangem produtos de diversas categorias, como biscoitos, chocolates, cereais, molhos, queijos, iogurtes e bebidas.