Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sky, Sunrise e Oi levam frequência 4G em 16 áreas

Oi adquiriu duas faixas sem nenhum ágio. Claro e Vivo não puderam participar da rodada por terem levado freqüências nacionais de maior capacidade

Os leilões de lotes regionais do 4G terminaram com três vencedores. A Sky levou a frequência para internet banda larga – sem voz – em doze áreas de registro, enquanto a Sunrise, que tem como investidor o bilionário George Soros, venceu a disputa em duas áreas. Já a Oi – que já havia adquirido na manhã desta quarta-feira uma faixa nacional 2,5 gigahertz (GHz) de menor capacidade – adquiriu dois lotes complementares em municípios com DDD 88 no Ceará e DDD 95 em Roraima.

Dos 66 primeiros lotes regionais de 2,5 gigahertz (GHz) licitados e que não poderiam ser disputados pelas operadoras de telefonia que já compraram pela manhã os lotes nacionais de 4G, apenas 14 foram disputadas por Sky e Sunrise, sendo que a companhia de Soros apresentou proposta para apenas três.

A Sky conquistou frequências de 4G em parte dos municípios do Estado de São Paulo com DDDs 11 (exceto capital), 14 e 15. Além disso, levou partes dos municípios do Rio de Janeiro com DDDs 21, 22 e 24; cidades de Santa Catarina com DDD 47; Rio Grande do Sul com DDD 51; Paraná com DDD 41; Distrito Federal e entorno com DDD 61; Bahia com DDD 71; e Amapá com DDD 96. O total pago pela Sky por esses doze lotes foi 90,576 milhões de reais, com ágio médio de 19,87%.

Já a Sunrise conquistou as faixas para internet 4G em parte dos municípios de São Paulo com DDDs 12 e 19. O total desembolsado pela companhia nesses dois lotes foi 19,094 milhões de reais, com ágio médio de 43,15%.

Leia mais:

Claro leva primeiro lote do leilão 4G por R$ 844 milhões

Vivo paga mais do que Claro por lote de 20 MHz

Operadoras descartam proposta por internet rural

Grandes operadoras dominam leilão de 4G

Dos 66 lotes da segunda rodada, treze equivaliam a faixas disponíveis e apenas a Oi apresentou propostas para as duas frequências que a companhia adquiriu. Sky, Sunrise e TIM, que também podiam participar da rodada, não apresentaram ofertas. A Oi irá desembolsar 2,005 milhões por essas duas faixas, adquiridas sem ágio.

A Claro e a Vivo não puderam participar dessa rodada de lotes regionais por terem comprado pela manhã os dois lotes nacionais do 4G com maior capacidade. No entanto, as companhias poderão disputar em uma fase posterior do leilão, caso desejem, os onze lotes dessa rodada que não tiveram propostas.

(com Agência Estado)