Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sindicato patronal depende pouco do imposto sindical

As entidades patronais contam os recursos do Sistema S (Sesc, Sesi, Senai etc), uma fonte de arrecadação muito maior que o imposto sindical

O imposto sindical representa pouco para o caixa das entidades patronais. Reportagem da Folha de S.Paulo, publicada nesta quarta-feira, informa que o imposto sindical representou apenas 11% do orçamento administrado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

As entidades patronais apoiam o fim do imposto sindical, previsto na reforma trabalhista. Cobrado compulsoriamente de todos os trabalhadores e empresas, o imposto sindical é repassado para sindicatos, federações, confederações de representação de patrões e empregados.

De acordo com a reportagem, as entidades patronais, como Fiesp e Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Fierj) contam com outra fonte de recurso muito maior que o imposto sindical. São as taxas previstas em contratos firmados para gerir o Sistema S (Sesc, Sesi, Senai etc), que arrecadou 16 bilhões de reais em 2016.

Só no ano passado, a Fiesp conseguiu 100 milhões com o repasse dessas taxas, o equivalente a 60% do orçamento da entidade.

As centrais devem se reunir amanhã para decidir agenda de mobilização. Entre as propostas em estudo está uma marcha à Brasília ou a organização de mais uma greve geral. Elas organizaram uma greve geral na sexta-feira passada contra as reformas trabalhista e da Previdência.

O texto da reforma trabalhista foi aprovado na Câmara e agora será analisado pelo Senado. A reforma da Previdência está em discussão em comissão especial da Câmara.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Essas entidades comunistas deveriam ser todas fechadas e seus membros presos por esquerdismo. O dinheiro deve ser é repassado para o pastor Silas continuar sua obra no Brasil. Isto é o certo!

    Curtir

  2. Antonio Carlos Peludo

    Molecagem descontam de todos clt e estatutarios eles nãio me representam e mesmo assim descontam ,fim dessde imposto ja

    Curtir

  3. José Antonio Debon

    Os sindicatos patronais servem para que ?
    Quanto aos outros, estimados em 17 mil, servem para u bom e tranquilo cabide de empregos e militancia partidária. Então temos 17 mil presidentes + 17 mil vices + 17 mil secretários + 17 mil tesoureiros, etc…. sendo que muitos deles são empregados em empresas mas não trabalham.

    Curtir