Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Schnell, Frau Merkel’, afirma jornal italiano

“Schnell, Frau Merkel” (Depressa, Senhora Merkel), afirma na primeira página o influente jornal econômico italiano Il Sole 24 Ore, que pede à chanceler alemã uma ação para salvar a Eurozona no momento em que a Itália está novamente no alvo dos mercados.

“Podemos afirmar, com um mínimo de senso comum, que a Europa existe se permitirmos aos mercados atacar e tocar impunemente um país atrás do outro? A resposta é não”, afirma em um editorial Roberto Napoletano, diretor de redação do jornal, sob uma foto de Angela Merkel atravessada pela frase “Schnell, Frau Merkel”.

“Senhora Merkel, não pode continuar assim. Não irá longe se continuar indiferente à raiva dos gregos, se permanecer distante do orgulho ferido dos espanhóis, dos medos dos italianos e das angústias francesas”, completa.

“É preciso enviar uma mensagem forte aos mercados: a Europa existe e não se rompe, ponto”, afirma o diretor do jornal, que pertence à organização patronal Confindustria.

Esta “mensagem forte” deve passar, segundo ele, por um acordo sobre uma “garantia única para os depósitos bancários europeus”, um “acesso direto dos bancos” ao fundo de resgate europeu e uma “unificação das dívidas públicas europeias ao distinguir (país por país) a carga dos juros mas neutralizar assim a ação da especulação sobre as taxas do país do sul da Europa”.

Berlim é contrária às três ideias.