Reforma trabalhista: grávida poderá trabalhar em local insalubre

Novo texto retira proibição de que mulheres gravidas ou amamentando trabalhem em locais que oferecem risco à saúde

Uma mas mudanças na reforma trabalhista é a restrição ao trabalho de grávidas e  que estejam amamentando em ambientes insalubres. Atualmente, a lei trabalhista proíbe que as mulheres trabalhem nesses locais durante a gravidez. O texto aprovado pelos parlamentares na última terça-feira prevê dois tipos de situação.

Como é hoje

A CLT proíbe que mulheres grávidas e que estejam amamentando em locais considerados insalubres enquanto durar a gravidez ou a lactação.

Como fica

A nova lei trabalhista diz que mulheres grávidas não podem trabalhar em local de insalubridade máxima. Para os demais, só é afastada se houver atestado recomendando o afastamento, assinado por um médico. Lactantes poderão trabalhar em locais de insalubridade máxima, exceto se houver pedido médico.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. José Gonzaga da Silva

    Bom, vai haver mais responsabilidade, tem mulher que mal espera ganhar o emprego para engravidar e não trabalhar, agora pensarão duas vezes antes de enganar os patrões….m

    Curtir

  2. Alex Cardozo

    Só um imbecil como vc escreve uma idiotice como essa não tenho políticos ou partidos de estimação não defendo absurdos.

    Curtir

  3. Fernando noal

    José só vc para falar isso , pediram agora morram pra trabalhar eu não preciso

    Curtir

  4. Uma alteração trabalhista desse porte não pode ser apresentada a bel prazer. Quem a fez, certamente ouviu a classe médica. Caso contrário estaríamos diante duma excrescência. Acho que ela seria válida para empresa de maior porte, que possua um serviço profissional médico na sua estrutura orgânica. Ah, mas alguém diria: esse profissional médico faria o jogo do patrão. Calma lá! Não é bem assim. Este profissional tem um nome a zelar. Uma responsabilidade crucial e um conselho de classe a quem responder. Essa modificação na lei trabalhista seria, praticamente, inaplicável. Qual médico daria autorização para um grávida trabalhar num ambiente que ele desconhece? Ouviria as duas partes? Patrão e empregado? É, convenhamos, complicado a prática desse dispositivo legal, não?

    Curtir

  5. Marcio Rocha

    José gonzaga, você é a prova que a raça humana está com sérios problemas.

    Curtir