Rede de pizzaria Domino’s adere ao boicote a produtos da JBS

De acordo com a empresa, o boicote ocorre pelo fato de a companhia "prezar pela ética e transparência" e "compartilhar do sentimento de revolta"

A rede de pizzaria Domino’s anunciou que deixará de comprar produtos da marca JBS em todas as lojas do Brasil. De acordo com a empresa, o boicote ocorre pelo fato de a companhia “prezar pela ética e transparência nos negócios” e “compartilhar do sentimento de revolta” quando tais valores são esquecidos.

“Prezamos muito pela transparência e ética com todos os apaixonados por Domino’s e compartilhamos do mesmo sentimento de revolta quando estes valores não são levados em consideração. Por isso, queremos esclarecer que não utilizamos mais nenhum produto da marca JBS”, afirmou a empresa em nota divulgada no Facebook.

A JBS, do empresário Joesley Batista, esteve envolvida em processos de corrupção envolvendo o governo. A gravação de Joesley Batista com o presidente Michel Temer (PMDB) mostrou que a empresa tinha relações criminosas com integrantes do governo de Temer.

Logo após a divulgação dos áudios, usuários começaram uma campanha, pelas redes sociais, para um boicote dos produtos da J&F, controladora da JBS, e de diversas outras marcas, como Havaianas, Minuano, Mizuno, entre outras.

Uma das mais tradicionais churrascarias de Curitiba (PR), já havia estendido uma faixa do lado de fora do restaurante informando que não trabalha mais com produtos da JBS.

A Domino’s não informou o tamanho da JBS em seu negócio. A pizzaria possui cerca de 200 unidades no país.