Produção de petróleo no Brasil sobe 6,9% em fevereiro–ANP

* Produção do pré-sal cai 22,5% com interrupção em Carioca

* Petrobras é responsável por 92% do total

* OGX estréia no ranking como a 5a maior produtora do país

RIO DE JANEIRO, 10 Abr (Reuters) – A produção de petróleo no Brasil em fevereiro foi 6,9 por cento maior que o mesmo mês de 2011, segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Foram produzidos aproximadamente 2,205 milhões de barris diários em fevereiro. Em comparação com o mês de janeiro houve uma redução de 1,1 por cento.

A produção de gás natural atingiu 67 milhões de metros cúbicos diários, volume 6,8 por cento maior que o ano anterior e cerca de 5,7 por cento menor que o mês de janeiro, segundo dados do relatório publicado no site da agência.

Na camada do pré-sal houve uma redução de 22,5 por cento em relação ao mês passado, por conta da interrupção dos Teste de Longa Duração (TLD) em Carioca Nordeste, na Bacia de Santos.

No dia 31 de janeiro a Petrobras identificou um derrame de água oleosa na plataforma FPSO Dynamic Producer após o rompimento de um duto vertical.

Logo após o incidente, o sistema de segurança fechou automaticamente o poço, que se mantém fechado e em condições seguras.

Sem Carioca Nordeste, a produção atual do pré-sal encontra-se em 141,5 mil barris diários de óleo equivalente (boed).

A Petrobras foi responsável por 92 por cento do total de petróleo e gás do país. A Shell, Chevrone Statoil Brasil produziram entre 60 mile 80 mil barris por dia em média no mês.

A OGX, empresa de petróleo do empresário Eike Batista começou a produzir seu primeiro óleo em fevereiro, com média de 11,6 mil boed, e já é a quinta mauior produtora do país (ranking por operador).(Reportagem de Leila Coimbra; Edição de Fabíola Gomes)