Produção de petróleo no Brasil recuou 1,5% em novembro

Segundo a ANP, queda se deve a paradas para manutenção nas plataformas

O Brasil produziu 1,5% menos petróleo em novembro de 2014 em relação a outubro do mesmo ano, mas, em comparação a igual mês de 2013, a produção cresceu 13,3%, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), que divulgou nesta terça-feira o balanço da produção no mês. “A redução na produção em relação a outubro de 2014 deveu-se, em grande parte, a paradas para manutenção realizadas em algumas plataformas em novembro”, informou a ANP.

Em volume, foram 2,358 milhões de barris de petróleo por dia (bpd) e 91,7 milhões de metros cúbicos/dia de gás natural, o equivalente a 2,935 milhões de barris de óleo equivalente (boe) por dia, unidade que reúne petróleo e gás.

Leia também:

Produção de petróleo no Brasil ficará abaixo da meta em 2014

Petrobras perde mais de R$ 1 bi com compra de equipamentos no Comperj

Apenas no pré-sal, a produção atingiu 602,3 mil bpd de petróleo e 20,9 milhões de m3/d de gás, que somam 733,6 mil boe/d, uma redução de 0,8%, comparado ao mês anterior. No pré-sal, a produção partiu de 42 de poços.

Embora a produção de gás natural em todas as bacias sedimentares brasileiras tenha caído 1,1% em relação a outubro, a queima do produto, de 4,4 milhões de m3/d, cresceu 13,7%. Na comparação com novembro de 2013, a queima aumentou 16,2%.

A ANP informou ainda que 91,5% da produção de petróleo e gás natural foram provenientes de campos operados pela Petrobras. O campo de Roncador, na Bacia de Campos, foi o de maior produção de petróleo, com uma média de 302,7 mil barris por dia e o campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos, foi o maior produtor de gás natural, com média de 7,9 milhões de m3/d.

(Com Estadão Conteúdo)