´Prévia do PIB’ volta a cair em maio, diz BC

Indicador de atividade econômica teve queda de 0,51% em relação a abril; no ano, o recuo da economia é de 0,10%, segundo o indicador

O  Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) recuou 0,51% em maio na comparação com abril, segundo divulgou a instituição nesta sexta-feira. O indicador serve de parâmetro para avaliar o ritmo da economia. O índice havia registrado alta de 0,28% em abril frente a março.

No acumulado do ano até maio, o IBC-Br acumula baixa de 0,10%, e em doze meses, o recuo é de 2,22%. Além das quedas de maio e março, o indicador do BC  teve resultado positivo em janeiro (0,51%), fevereiro (1,35%) e abril (0,15%).

O IBC-Br incorpora informações sobre o nível de atividade na indústria, comércio, serviços e agropecuária, além do volume de impostos. O indicador serve como parâmetro para o BC avaliar o ritmo da economia brasileira ao longo dos meses e é considerado uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB), que é calculado pelo IBGE.

O PIB, mais abrangente, é o indicador oficial da atividade econômica do país e tem divulgação trimestral. Em  junho, o IBGE divulgou que o PIB cresceu 1% no primeiro trimestre em relação ao anterior, encerrando uma sequência de oito resultados negativos. A alta foi puxada pelo setor agropecuário e exportações.

O mercado estima que a economia cresca 0,34% neste ano, segundo o último Boletim Focus, e o governo projeta expansão de 0,5%.