Prévia da inflação avança em dezembro e tem alta de 6,46% no ano

IPCA-15 acelerou para 0,79% no último mês de 2014, impactado, mais uma vez, pela alta dos preços de carnes e passagens aéreas

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), considerado uma prévia da inflação oficial, acelerou para 0,79% em dezembro, após alta de 0,38% no mês anterior e de 0,75% em dezembro de 2013, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Analistas consultados pela agência Reuters esperavam resultados menores: de 0,75% para o mês e de 6,42% para o ano. Com isso, o IPCA-E, que é o IPCA-15 acumulado, terminou o ano em 6,46%, acima de 2013 (5,85%).

Em dezembro, os grupos “alimentação e bebidas” e “transportes” exerceram a principal pressão sobre o índice e foram responsáveis por 66% do resultado. No primeiro grupo, o destaque foi, mais uma vez, o item carnes, cujos preços subiram 4,02%. Outros produtos importantes que ficaram mais caros foram batata-inglesa (27,20%), cebola (9,83%) e refeição fora de casa (1,37%).

Em transportes, a alta de maior impacto foi a das passagens aéreas (42,42%). A gasolina também se destacou, refletindo, nas bombas, o reajuste de 3% em vigor desde 7 de novembro.

Leia mais:

Mercado reduz previsão para crescimento em 2014 e 2015

IPCA acelera para 0,51% em novembro, diz IBGE

Por região, os maiores índices foram registrados em Goiânia (1,33%) e Rio de Janeiro (1,32%), impulsionados, respectivamente, por alimentos consumidos no domicílio e energia elétrica. O menor resultado foi visto em Recife (0,37%), onde os alimentos subiram apenas 0,03%, bem abaixo da média desse grupo para o país (0,94%).

(Com agência Reuters)