Premiê grego diz que não está preso a cargo

ATENAS (Reuters) – O primeiro-ministro grego, George Papandreou, disse nesta quinta-feira que não está amarrado a seu cargo. Os comentários vieram após a polêmica provocada por seu plano de realizar um referendo sobre o pacote de ajuda da zona do euro ao país.

Papandreou fez a declaração durante um debate parlamentar. A Câmara deve realizar uma votação de confiança na sexta-feira e a sobrevivência do governo está em xeque após a dissensão no partido da situação sobre o plano do referendo.