Por apoio, relator pode mudar parecer da reforma da Previdência

O principal impasse a ser resolvido é em relação aos servidores públicos, categoria que tem poder de influência sobre deputados da base aliada e da oposição

Em busca de apoio para aprovar seu parecer sobre a reforma da Previdência, o relator da proposta na Câmara, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), realizará uma última rodada de negociações para discutir mudanças e ajustes em seu relatório. O encontro está previsto para acontecer na liderança do governo na Casa, na manhã desta quarta-feira, antes de o relatório ser votado na comissão especial.

O principal impasse a ser resolvido é em relação aos servidores públicos, uma das categorias que tem maior poder de influência sobre deputados da base aliada e da oposição. Funcionários públicos pressionam o relator pela exclusão da exigência de idade mínima de 65 anos para homens e de 62 anos para mulheres se aposentarem com direito ao benefício integral e com direito à paridade, sem uma regra de transição.

Nesta terça-feira, policiais legislativos conseguiram ser incluídos pelo relator no rol das aposentadorias especiais.

Oliveira Maia deu à categoria, que tem salário inicial de 17 mil reais, a mesma regra de aposentadoria de policiais civis e federais, que é a mais benéfica de toda a reforma: idade mínima prevista de 55 anos, sem regra de transição. A categoria alegava que possui aposentadoria especial hoje, mas a reforma estava retirando esse direito.

O presidente da comissão especial, deputado Carlos Marun (PMDB-MS), já tinha adiantado que o relator apresentaria um novo texto nesta quarta-feira, antes do início da votação.

“A base do texto é a mesma. Pode ser que, nesse meio tempo, se evidencie que alguma situação passou desapercebida pelo próprio relator e, amanhã, ele pode, ele tem essa prerrogativa de ver alguma situação ajustada no texto”, disse.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Quando esses idiotas corporativistas vão entender que não tem mais representatividade pra mudar nada, quase a totalidade desse congresso nefasto foi eleito através de fraudes eleitorais de todo tipo, só tem lixo…

    Curtir

  2. Governo fraco faz reforma fraca, se é que ainda pode ser chamada de reforma.

    Curtir

  3. Aí realmente esta reforma virou palhaçada. O grande rombo das contas públicas vem do próprio setor público, incluindo majistrados e militares, e como sempre quem pagará sozinho a conta será o setor privado. O funcionalismo público é uma desgraça para o país.

    Curtir

  4. Marcos MOraes

    quem manda no Brasil é o barnabé; o político é seu cachorro de estimação, seu lacaio. MAM

    Curtir

  5. Fernando Santos

    Mais do mesmo. Em vez de fazer uma reforma de verdade, que fique IGUAL para TODOS, como deve ser qualquer coisa pública, continuam privilegiando os que sempre forem beneficiados em prejuízo da imensa maioria.

    Curtir

  6. Como sempre, vai sobrar só para os bastardos, que somos nós.Agora, a república é de disfarces e estes três poderes, são poderes dos privilégios, dos grandes soldos, dos esnobismo, do refúgio de bandidos e traidores da pátria.Exceções até existem, mas são tão poucos que não conseguem fazer a diferença para mudar esta aberração.

    Curtir

  7. Rafael Ferrão

    A primeira coisa que esse governo deveria fazer era ensinar esse bando de jornalista idiota que não sabe do que está falando a se comunicar melhor com a população. As concessões que estão sendo feitas são para o período de transição (tirando algumas categorias muito específicas ,como policiais), a regra geral igualará sim os funcionários públicos aos privados – E ISSO INCLUI OS POLÍTICOS – diferente de muita besteira que se escreve por aí. Ao invés dos jornalistas falarem claramente que as concessões estão sendo feitas NA REGRA DE TRANSIÇÃO, insistem em manchetes mais impactantes e inexatas que geram esse tipo de reação de revolta na população. Isso não é de interesse de ninguém e presta um desserviço ao país!

    Curtir

  8. DIGA NÃO À REFORMA DA PREVIDÊNCIA!!!! NENHUM DIREITO A MENOS!!!!!!!!!

    Curtir