Planos de saúde voltam a registrar faturamento positivo

Operadoras conseguiram reduzir as despesas no ano passado e recuperaram as perdas de 2012

As operadoras de planos de saúde registraram faturamento de 108 bilhões de reais em 2013, alta de 16% ante 2012. Já as despesas das operadoras totalizaram 90,5 bilhões de reais, um crescimento de 14,4% sobre os 12 meses anteriores. Os dados são do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS). O instituto considera haver uma recuperação do setor em relação ao ano anterior, quando a variação das despesas havia sido superior à das receitas. Na comparação entre 2012 e 2011, o crescimento da receita foi de 12,7% ao passo que, do lado das despesas, a variação foi de 16,1%.

Leia também:

ANS suspende comercialização de 161 planos de saúde

Bilionário Edson Bueno, da Amil, paga R$ 1,8 bi por controle da Dasa

Com base em informações da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o instituto informa ainda que no ano passado o número de contratos cresceu 4,6%, com mais de 2 milhões de novos vínculos. Os contratos coletivos aumentaram 5,7% e os individuais, 1,6%. Em dezembro, o número de usuários de planos de saúde no Brasil ultrapassou os 50 milhões. Para ter a cobertura de um plano de saúde, cada beneficiário pagou em média 179,10 de reais por mês e utilizou, aproximadamente, 150 de reais em consultas ao longo do ano.

(Com Estadão Conteúdo)