Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

“Pior internet do mundo”: operadoras contestam ranking da Netflix

Segundo sindicato das empresas de telefonia, levantamento do serviço de streaming não serve para informar o real desempenho da internet em diferentes países

O levantamento feito pelo serviço de streaming Netflix não serve para dar a real medida do desempenho da internet em diferentes países, segundo o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil). A entidade contesta o ranking, que, segundo ela, “não deve ser utilizado para comparação de acessos em banda larga entre países”.

Leia também:
Conheça o Manbang, o ‘Netflix da Coreia do Norte’
Olimpíada afeta assinaturas da Netflix nos EUA

Em nota enviada ao site de VEJA, o SindiTelebrasil afirma que o ranking da Netflix mede apenas a velocidade média de consumo do conteúdo da própria provedora de filmes e séries. A Netflix não sonega essa ressalva: a lista traz a informação de que seu ranking considera apenas a velocidade da internet para quem assiste a vídeos da plataforma em horário nobre.

Entre os argumentos do SindiTelebrasil para contestar o ranking da plataforma de vídeos está a grande diferença entre os resultados de outros rankings adotados internacionalmente e o da Netflix. “A Coreia do Sul, que possui das velocidades mais altas de acesso à internet, segundo vários índices respeitados internacionalmente, obteve uma velocidade média de 3,06 Mbps na última medição (do serviço de streaming)”, diz a nota do sindicato. “No ranking da Netflix, a Coreia do Sul tem a 19ª pior posição entre 41 países.”

O SindiTelebrasil também argumenta que a velocidade média do Brasil, que foi de 2,79Mbps em dezembro do ano passado, caiu a 2,57 Mbps na última medição. “O mesmo ocorreu com vários países no ranking, como a Austrália, que teve queda de 3,22 Mbps para 2,99 Mbps”, afirma a entidade. É provável, ainda de acordo com o sindicato, que uma mudança na codificação dos vídeos, que ocorreu a partir de dezembro de 2015 para diminuir a taxa necessária para transmissão, possa explicar o declínio.

O Netflix divulga mensalmente o ranking da velocidade da internet em 41 países em que seu serviço é oferecido. Na versão mais recente do levantamento, o país apareceu na 33ª posição.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. O lance é que essas empresas de telefonia possuem também as empresas de TV por assinatura, por isso que sempre tentam sabotar o Netflix.

    Curtir

  2. Alencar Junior

    Nenhuma dessa empresas que prestam esse lixo de serviço no Brasil vão admitir qualquer contestação na suposta qualidade de velocidade ofertada por aqui,é óbvio que elas alegarão sempre que a qualidade aqui se compara a dos EUA,Europa,etc.

    Curtir

  3. A sujeira feita pelas operadoras de telefonia e internet no Brasil não pode ser mensurada. Se houvesse alguma corregedoria, já teriam sido banidas por “modelagem de tráfego “. O Traffic Shapping

    Curtir

  4. Nilton Castro

    Eu tenho certeza de que os donos das operadoras brasileiras assistem NetFlix, pois nem todo o dinheiro que ganham com os pobres brasileiros justifica assistir o lixo que oferecem. Lixo, eu disse.

    Curtir

  5. Micky Oliver

    Contestaram o quê??????? É um LIXO!!!! UMA M**** E CARA!!!

    Curtir

  6. Marcos Binelli

    Em quem acreditar, dúvida cruel: numa usuária do serviço, ou no fornecedor do serviço…..

    Curtir

  7. Enézio Tristão

    As operadoras no Brasil são um lixo, nos tratam como lixo e a Anatel é o maior deposito de lixo do pais. somente a abertura total do mercado e extinção da Anatel pode realmente resolver o problema de forma sustentável.

    Curtir

  8. kainã costa

    Aqui tenho Oi e esta sendo a pior do mundo mesmo pois estou com defeito a 2 anos e eles nao resolvem e nao dao prazo para conserto.

    Curtir

  9. vivaldo felix

    A Netflix só está confirmando o que todos Brasileiros usuários de net já sabíamos. Pena é não ter a quem recorrer!!!

    Curtir

  10. Luiz Octavio Campos da Silva

    Aqui em Bonito a Oi não investe em melhorias há mais de 8 anos, tem cabos e fios do ano de 1989, caixas de passagem podres com emaranhados de fios e emendas e muita umidade. Em resumo, um descaso.

    Curtir