Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Petróleo opera em direções divergentes nesta sexta-feira

Por Clarissa Mangueira

Londres – Os contratos futuros do petróleo operam sem direção única, com o Brent apresentando um desempenho abaixo do WTI devido a preocupações de que a demanda poderá diminuir com resultado dos problemas da dívida da zona do euro.

Às 8h40 (pelo horário de Brasília), o contrato do petróleo do tipo Brent para julho cedia 0,51%, para US$ 106,94 por barril, na plataforma ICE, em Londres. O contrato do petróleo WTI para junho subia 0,18%, para US$ 92,71 o barril.

Na noite de quinta-feira, a Moody’s rebaixou 16 bancos espanhóis e o Santander UK, a subsidiária do Banco Santander no Reino Unido. A Fitch Ratings também reduziu o rating de crédito da Grécia em duas notas, destacando o risco crescente de que o país possa sair da zona do euro. Um fracasso desordenado da zona do euro poderá levar os preços do petróleo Brent a recuarem para US$ 60 o barril em meio a uma recessão na Europa e consequências econômicas negativas mundiais, disse o Bank of America Merrill Lynch.

Analistas destacaram, porém, que os preços do petróleo poderão receber algum suporte, se as tensões sobre o programa nuclear do Irão aumentarem novamente.

O Commerzbank disse também, em nota, que a apreciação do dólar é vista como o principal fator negativo na recente correção dos contratos do petróleo, porque os preços do petróleo bruto em euro ainda estão em torno de 10% acima dos observados no ano passado, enquanto o petróleo está mais barato em dólares do que há um ano. As informações são da Dow Jones.