Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Petróleo do Texas fecha em queda de 1,16%

Nova York, 18 mai (EFE).- O petróleo do Texas fechou em queda nesta sexta-feira de 1,16%, cotado a US$ 91,48 dólares o barril, arrastado pela crise política na Grécia e o temor de um possível impacto na demanda de petróleo.

No final do último pregão da semana na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) para entrega em junho caíram US$ 1,08 em relação ao preço de fechamento da quinta-feira.

Após seis jornadas consecutivas de baixas, o petróleo de referência nos EUA fechou esta semana com queda semanal de 4,8% e chegou ao seu menor nível desde outubro do ano passado.

O petróleo do Texas desvalorizou quase US$ 15 desde maio. A forte queda do petróleo nos EUA foi causada pelas preocupações com a Europa, onde a crise política na Grécia e as dúvidas sobre a Espanha despertam temores sobre o impacto na demanda do produto.

A agência de classificação de riscos Fitch rebaixou hoje a nota creditícia a longo prazo de cinco importantes bancos gregos, um dia após reduzir a qualificação da Grécia de ‘B-‘ para ‘CCC’ diante do risco do país abandonar o euro.

Já a agência Moody’s rebaixou na quinta-feira de um a três degraus a classificação de 16 bancos espanhóis.

A gasolina subiu 1 centavo e fechou em US$ 2,88 por galão, e o gasóleo para calefação caiu 1 centavo, até os US$ 2,83.

Já o gás natural com vencimento em junho avançou 15 centavos e terminou a jornada em US$ 2,74 por cada mil pés cúbicos. EFE