Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Petrobras suspende contrato com dona da JBS por corrupção

Companhia diz que vai romper acordo com a empresa energética Âmbar, da J&F, após revelação de casos de corrupção em delação premiada de Joesley Batista

A Petrobras anunciou na manhã desta quinta-feira a suspensão de um contrato de fornecimento de gás com a empresa Âmbar por causa de corrupção. A companhia atua no setor de energia e é parte do grupo J&F, que também controla o frigorífico JBS. A Petrobras disse que vai pedir 70 milhões de reais de indenização por causa da quebra desse contrato, que iria até o fim deste ano.

Segundo a Petrobras, há uma cláusula no contrato entre as duas empresas em que a Âmbar afirmava não ter pago ou oferecido vantagem indevida a nenhuma autoridade pública. A empresa alega que tomou conhecimento de que um dos donos da J&F, Joesley Batista, admitiu em delação premiada ter cometido atos ilícitos.

A delação premiada do executivo, que veio a público há três semanas, derrubou os mercados e também as ações da JBS após o envolvimento do presidente Michel Temer no que seria o aval à compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O empresário relata pagamento de bilhões em propinas e doações ilegais a diversos políticos.

A JBS fechou na última semana acordo de leniência com o Ministério Público, que prevê pagamento de multa de 10,3 bilhões de reais em multa, para não ser processada ao revelar novos crimes. A  empresa também enfrenta investigações sobre casos ilícitos referentes a empréstimos junto ao BNDES e processos na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre atuação no mercado financeiro.

Veja também

A Petrobras diz que fez a notificação nesta quinta-feira, e que a suspensão do fornecimento ocorrerá dentro de dez dias.

Procurada por VEJA, a Ãmbar confirmou que foi notificada, mas nega que seja alvo de investigação sobre corrupção. “Todos os fatos relatados na colaboração com a Justiça por executivos da J&F se dão no âmbito da holding, e não da Âmbar. A Âmbar ressalta ainda que, no acordo de leniência assinado pela J&F com o Ministério Público Federal, todas as controladas da holding estão autorizadas a celebrar contratos com instituições e empresas públicas”, diz trecho da nota da empresa.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Marcos de Almeida Lima

    Esta é a postura de país sério.

    Curtir

  2. Reinaldo Favoreto Júnior

    quer dizer que a mortadela, o tony ramos, o roberto carlos…..

    Curtir

  3. José Carlos Lopes de Oliveira

    Falaram em Tony Ramos?
    Melhor falar da Vavá, que tem uma casa de zona sensacional.
    Pelo menos ela respeita os “clientes”.

    Curtir

  4. Eli Bussaglia

    Parabéns a Petrobrás pela decisão acertada. Me fez lembrar da administração passada quando da compra de Pasadena.

    Curtir

  5. Ataíde Jorge de Oliveira

    M$PT_FüKïN : FRAUD
    Dinha MaLL_PaÇÇaDA

    Curtir

  6. Definitivamente Louco

    Será que o que moveu foi esse motivo ou é retaliação

    Curtir

  7. Marco Aurelio Jandelli

    Qual empresa vai sobrar para a J&F ??

    Curtir