Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Petrobras adere ao Refis por R$ 1,6 bilhão em dívidas com governo

A empresa diz que a maior parte dos débitos se refere a processos administrativos que estima perder; prazo terminou na última quarta-feira

A Petrobras anunciou na manhã desta quinta-feira que pediu adesão ao Programa de Regularização Tributária (PRT) para refinanciar 1,6 bilhão de reais em débitos com o governo. A empresa diz que a maior parte dos débitos se refere a processos administrativos em andamento sobre compensação de tributos em que a companhia avalia e será obrigada a fazer os pagamentos.

O programa permite o parcelamento das dívidas em até 120 meses. O prazo para a inscrição no refinanciamento de débitos terminou na última quarta-feira, e é preciso que a Receita Federal concorde com o pedido feito pelas empresas.

A Petrobras avalia que seria mais vantajoso aderir ao programa que contestar esses débitos na Justiça posteriormente porque, nesse caso, teria que reservar dinheiro para o caso de perda, e os valores devidos poderiam aumentar.

A empresa registrou prejuízos bilionários sucessivos entre 2014 e 2016, o que não ocorria em décadas, por conta de perdas decorrentes de casos de corrupção envolvendo seus ex-diretores.

As ações da empresa na bolsa de valores de São Paulo subiam 1,54%, a 13,16 reais, às 11h45 desta quinta-feira. O Ibovespa tinha alta de 0,73%, a 63.168 pontos, no mesmo horário.