Para passageiros, Curitiba tem o melhor aeroporto do país

Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, foi o que mais evoluiu e aparece agora na segunda posição; Cuiabá tem a pior nota, segundo pesquisa da Secretaria de Aviação Civil

O aeroporto de Curitiba voltou a ser considerado o melhor do país por seus usuários, segundo a nova pesquisa de satisfação realizada pela Secretaria de Aviação Civil (SAC). Os resultados foram divulgados nesta terça-feira. Essa é a segunda vez consecutiva que o aeroporto paranaense aparece no topo da lista, divulgada trimestralmente.

A segunda posição em satisfação dos passageiros ficou com o aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. O maior aeroporto do país foi também o que mais evoluiu na avaliação dos usuários nos últimos meses. Na rodada anterior da pesquisa da SAC, divulgada em agosto – e que trazia dados referentes ao segundo trimestre -, Guarulhos estava apenas na 12ª posição.

O levantamento da Secretaria de Aviação Civil leva em consideração 24 diferentes indicadores, que vão da limpeza geral dos terminais à qualidade da comida de restaurantes e lanchonetes. As notas vão de 0 a 5. Curitiba ficou com 4,51, um avanço de 7,8% em relação ao terceiro trimestre do ano passado. Com um forte avanço, de 27,5%, Guarulhos alcançou 4,41 pontos. Recife, na terceira posição, tem 4,39 pontos.

Entre os três primeiros colocados, Guarulhos está sob gestão privada. Curitiba e Recife, por sua vez, são administrados pela Infraero. “Entre os três melhores aeroportos, dois são operados pela Infraero. Isso mostra que a concessão trouxe melhora grande, mas a Infraero sabe o que fazer com os nossos aeroportos”, disse, em nota, o ministro Eliseu Padilha.

A pesquisa considera os 15 aeroportos mais movimentados do país, que transportam 80% dos passageiros. Cuiabá foi o aeroporto com a pior nota na pesquisa. Com queda de 9,8% em relação ao terceiro trimestre de 2014, o aeroporto recebeu nota 3,28. Salvador tem 3,73 pontos e Galeão, no Rio de Janeiro, 3,95 pontos. Na avaliação da SAC, as obras no Galeão, que está em fase de preparação para os Jogos Olímpicos de 2016, geraram insatisfação. No trimestre anterior, a nota do aeroporto foi 4,13, o que o deixou entre os dez primeiros do ranking.

Na avaliação específica de serviços prestados nos terminais, o pior indicador é o de avaliação da oferta de internet sem fio para passageiros. Também receberam notas ruins a presença de tomadas, o preço da alimentação e o valor cobrado nos estacionamentos.

Leia também:

Sem recursos, aeroportos regionais não saem do papel

Saiba quais são os 11 países com a melhor infraestrutura do mundo

(Com Estadão Conteúdo)