Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ouro fecha em alta e acumula valorização de 10% no ano

Por Gustavo Nicoletta

Nova York – O preço dos contratos futuros do ouro subiu nesta sexta-feira, impulsionado por compras de pechincha, e acumulou alta no ano, beneficiado por investidores que migraram para o metal em busca de abrigo contra uma eventual piora nas condições da economia mundial em razão da crise de confiança nas dívidas soberanas europeias.

O contrato do ouro para fevereiro negociado na Comex, divisão de metais da Nymex, subiu US$ 25,90, ou 1,68%, para US$ 1.566,80 por onça-troy. Em 2011, o metal acumulou alta de aproximadamente 10%. Foi o décimo primeiro ano consecutivo de valorização.

Ao longo de 2011, o ouro bateu recordes de preço, o último deles em setembro, quando sua cotação superou US$ 1.900,00 por onça-troy. Posteriormente, o metal perdeu força, mas participantes do mercado acham muito cedo para descartar a possibilidade de os preços atingirem novas máximas, principalmente por causa dos juros baixos nos países desenvolvidos – que tornam o ouro uma alternativa tão atraente quanto os bônus dessas nações para aqueles que estão buscando ativos considerados seguros.

Para o analista Andrey Kryuchenkov, da VTB Capital, os investidores devem manter as posições compradas em ouro. “Há poucas alternativas ao metal em períodos de incerteza econômica, mesmo com o recente aumento na procura por dólares.”

Analistas do Morgan Stanley acham que o preço médio do ouro será de US$ 2.200,00 por onça-troy em 2012. “A natureza defensiva do metal deve continuar dando suporte à demanda enquanto os investidores buscarem abrigos seguros”, acrescentaram. As informações são da Dow Jones.