Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Orçamento em 2012 terá R$ 25,6 bi extra, prevê relator

Por Eduardo Bresciani

Brasília – O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) apresentou hoje seu parecer de receitas em relação ao Orçamento de 2012 com uma previsão de receita líquida R$ 25,6 bilhões maior do que a prevista pelo governo. Ele alterou parâmetros econômicos para o próximo ano prevendo uma inflação maior e um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) abaixo do previsto.

O relatório aumenta de 4,8% para 6,0% a previsão da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para o ano de 2012. Há uma mudança para cima também em relação à taxa de câmbio média. O governo previa o dólar a R$ 1,64, enquanto o relator usou a taxa de R$ 1,80. Em relação ao crescimento econômico, Gurgacz reduziu a previsão de 5% para 4,5% em 2012. Ele também baixou a previsão da Selic (taxa básica de juros) média para o ano que vem de 12,5% para 10,5%.

Para o senador do PDT, mesmo com o crescimento menor que o previsto inicialmente, a inflação e o câmbio puxarão as receitas do governo para cima. Ele também reviu os parâmetros de arrecadação para cima analisando o crescimento deste ano. Segundo Gurgacz, a arrecadação está crescendo acima do previsto, o que teria impacto positivo nas receitas também em 2012.

O relatório do senador aumenta de R$ 1,097 trilhão para R$ 1,127 trilhão a previsão de receita bruta. Em relação à receita líquida, o aumento é de R$ 911,7 bilhões para R$ 937,3 bilhões. Esses R$ 25,6 bilhões a mais poderão ser usados pelo relator geral, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), e pelos relatores setoriais para atender a demandas como emendas parlamentares e até aumentos salariais, como pleiteia o Judiciário, em especial.