Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Não minta e não comece rumores, diz primeiro código de conduta de operadores de câmbio

Após dez meses de debates, 21 bancos centrais elaboram primeira versão das normas de conduta que tentam devolver credibilidade a um mercado abalado por escândalos recentes

O primeiro código de conduta global para negociações de moeda proíbe os operadores de mentir e começar falsos rumores. A criação do código é parte de novas orientações destinadas a reconstruir a confiança em um mercado afetado por escândalos e acusações de manipulação.

O documento, divulgado nesta quinta-feira depois de evoluir a partir de um punhado de códigos regionais utilizados anteriormente, concentra-se em grande parte aos detalhes de como os bancos lidam com ordens de clientes e sobre o que os participantes do mercado podem e não podem dizer um ao outro.

Com base nessas questões, o código inclui dezenas de diretivas individuais organizadas em onze “princípios” mais amplos. Ele traz ainda um anexo de exemplos específicos de fórmulas apropriadas e inapropriadas para a discussão de movimentos de mercado.

“A indústria de câmbio sofreu com a falta de confiança”, afirmou em teleconferência o diretor-assistente do Reserve Bank of Australia, Guy Debelle, que presidiu o painel de 21 bancos centrais que trabalham no documento desde julho do ano passado. “O mercado precisa de reconstruir essa confiança.”

O código é parte da resposta da indústria a acusações de manipulação de mercado e uso indevido de informações confidenciais, que resultou em multas aos sete dos maiores bancos do mundo em cerca de 10 bilhões de dólares no final de uma enorme investigação mundial no ano passado.

A segunda fase do código será concluída em doze meses. “O código não é regra. Estamos estabelecendo princípios”, disse Debelle.

(Com Reuters)