‘Minha vida virou um inferno’, diz Guido Mantega

O ex-ministro afirma que teme ser preso, pois é o principal cuidador da mulher, que trata um câncer no intestino

O ex-ministro da Fazenda Guido Mantega disse que sua vida virou um inferno após ter sido preso no ano passado, acusado de pedir 5 milhões de reais ao empresário Eike Batista para pagar dívidas de campanhas petistas. Em entrevista para o jornal Folha de S.Paulo, Mantega admitiu que teme ser preso novamente.

“Sim, tenho temor. Eu sou a principal pessoa que cuida da minha mulher, que dá sustentação psicológica para ela. Temo o que aconteceria com ela se eu fosse preso. Se você olhar as acusações, as provas, elas são frágeis, não se sustentam. Eu espero que a Justiça faça justiça”, afirmou.

No dia em que sua prisão foi determinada, Mantega acompanhava a mulher, Eliane, que faria uma cirurgia no hospital Albert Einstein. Ela trata um câncer no intestino desde 2011. Os policiais foram recebidos pelo filho do ex-ministro, de 15 anos.

“Sabe o que é uma entrada da polícia às 6h da manhã na sua casa, inesperadamente? É um choque porque eles pegam testemunhas entre os vizinhos, pegaram até na padaria. É uma desmoralização. Você imagina o vexame, na sua casa, um monte de jornalista, “tá sendo preso””, disse ele na entrevista.

Mantega negou ter participado de esquema de corrupção em que teria sido citado pelos delatores Marcelo Odebrecht, Monica Moura e João Santana. Ele diz que os delatores criaram “ficções” para conseguir fechar delação premiada, inventando histórias “inverossímeis” e sem provas.

“[…] Para você conseguir uma delação, tem que entregar pessoas do alto escalão do governo. Um ou dois presidentes [da República] e um ou dois ministros. De certa forma é uma exigência. E aí fala do ministro sem provas”, afirmou.

Ele diz que tem feito projetos na FGV. “Mas é só um trabalho interno. Não estou dando aula. Participo de seminários fechados, pequenos. Praticamente perdi a minha reputação, com mentiras, diga-se de passagem, seja na área econômica, seja nessa questão. A minha vida virou um inferno.”

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. É um meliante de quinta categoria! E a vida de 14 milhões de desempregados que seus governos patrocinaram? Velhaco e cínico!

    Curtir

  2. Paulo Cesar Martins

    Quando o comentário não é publicado visa proteger quem?

    Curtir

  3. Todo mundo está errado e mentindo, só o bilu bilu protegido da capivara dilmAnta que está certo e falando a verdade, é muita cara de pau.

    Curtir

  4. Paulo Cesar Martins

    A VEJA protege o LULA?

    Curtir

  5. francisco salim alves penin

    Coitado! Deveria ter-se lembrado das possíveis consequências dos seus atos quando os praticou. Agora, usa a chantagem emocional para tirar da reta. Os pobres que são presos a nada têm direito, nem a uma cadeia decente. Uma hora a justiça chega, aqui ou alhures. Entonces…

    Curtir

  6. Carlos Roberto Batista

    Agora lembrou da mulher né vagabundo?? Duvido que você fica dando apoio dando sustentação psicológica pra ela…sua esposa deve morrer de vergonha das suas canalhices seu safado…

    Curtir

  7. e a destruição de vidas que a sua petralhada junto com mais corruptos eleitos , fizeram com milhões se pessoas??? FOI BOM POR ACASO???

    Curtir

  8. Palmelo News

    sem provas ah então a delação e só de boca ? outro lembrando da mulher o PT dos infernos

    Curtir

  9. Salatiel Neto

    Parabéns, minha vida e de outros inúmeros pais de família que acordam cedo para dar uma vida digna aos seus entes tbm virou um inferno por, entre outros, tua causa tbm.

    Curtir

  10. Mendes Mendes

    Tinha que ter pensado nisso antes de aprontar. e ainda Embarcou o pais neste projeto furado dos economistas da Unicamp

    Curtir