Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mercado prevê mais inflação e PIB negativo de quase 3% em 2016

Primeira pesquisa Focus realizada este ano mostra que economistas projetam IPCA de 6,93% e encolhimento do PIB de 2,99% em 2016

Economistas do mercado financeiro pioraram suas projeções para a inflação e para a retração da economia brasileira em 2016, segundo números divulgados nesta segunda-feira na primeira pesquisa realizada pelo Banco Central (BC) em 2016.

A estimativa de analistas é de que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) seja de 6,93% este ano. Na semana anterior, o mercado financeiro esperava uma inflação de 6,87% em 2016. O número supera o teto da meta do governo, de 6,5%. Em 2015, o IPCA acumulou alta de 10,67%, maior nível em 13 anos.

Para o Produto Interno Bruto (PIB), os economistas projetam contração de 2,99% em 2016, contra queda de 2,95% vista na semana anterior. Para 2017 as contas também pioraram, com expansão prevista de 0,86% contra 1% antes.

Em relação a taxa básica de juros, a Selic, no final de 2016, a estimativa permaneceu em 15,25% no fim deste ano. A expectativa é de uma alta de 0,5 ponto percentual já na próxima semana, apesar de especulações no mercado futuro de juros sobre pressões para o BC manter a Selic no nível atual, de 14,25%.

No caso do câmbio, a perspectiva para o dólar este ano passou de 4,21 para 4,25 reais. Já para 2017, a mediana das estimativas do mercado aponta para uma cotação de 4,23 reais, também maior do que a de 4,20 reais vista na semana passada.

Leia mais:

De cada 100 imóveis vendidos, 41 foram devolvidos às construtoras em 2015

Loteria nos EUA acumula e chega ao valor recorde de US$ 1,3 bilhão

(Com Reuters)