Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mais de 12% dos funcionários da Petrobras aderem a plano de demissão

Empresa estima que ação deve acarretar economia de R$ 13 bilhões

A Petrobras informa nesta segunda-feir que 8.298 empregados aderiram ao Plano de Incentivo ao Desligamento Voluntário (PIDV), o que representa 12,4% do efetivo total da companhia. A previsão é de que 55% dos desligamentos ocorram ainda em 2014. O plano de incentivo a demissão voluntária deve acarretar economia de 13 bilhões de reais entre 2014 e 2018, segundo estimativa da empresa.

A estatal estima provisão de 2,4 bilhões de reais no demonstrativo contábil do primeiro trimestre referente aos valores pagos a empregados que aderiram ao programa. Deste montante, 815 milhões de reais referem-se a impostos diferidos, o restante é efeito líquido.

“Estimamos também que o custo do referido incentivo seja compensado em um tempo médio de nove meses após a saída de cada um de nossos profissionais”, argumenta a estatal.

O número informado está perto da estimativa apontada pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) em meados de janeiro, quando a Petrobras divulgou seu programa, de cerca de 8,4 mil petroleiros.

O PIVD visa adequar o número de funcionários da empresa ao Plano de Negócios e Gestão 2014-2018 e às metas do Programa de Otimização dos Custos Operacionais (Procop).

Leia também:

O outro esqueleto da Petrobras em Pasadena

Com pré-sal, produção da Petrobras sobe em março

Petrobras fecha contrato de US$ 300 milhões com Maersk

(com agência Reuters)