Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lucro operacional da Ford supera o previsto e ação sobe

Por Cynthia Decloedt

Detroit – A Ford Motor anunciou queda em seu lucro líquido do segundo trimestre, refletindo aumento dos investimentos em projetos de novos modelos e elevação nos preços de commodities, como aço e plástico. Mas em base operacional, o ganho da empresa superou o previsto. No pré-mercado, os papéis da empresa subiam 1,8%. A Ford está modernizando alguns modelos de automóveis como o Fusion sedã e, ao mesmo tempo, investindo em pesquisa e desenvolvimento de sua marca Lincoln.

O lucro líquido somou US$ 2,40 bilhões ou US$ 0,59 por ação no segundo trimestre, ante US$ 0,61 por ação no mesmo período do ano passado. Excluindo itens extraordinários, a companhia disse ter obtido lucro de US$ 0,65 por ação, superando a previsão dos analistas de US$ 0,60 por ação, segundo a previsão média dos analistas consultados pela FactSet. As receitas subiram 13% no segundo trimestre, para US$ 35,5 bilhões.

A montadora informou queda no lucro operacional em todas as regiões que opera, com exceção da América do Norte, onde o resultado melhorou US$ 10 milhões para US$ 1,9 bilhão, diante do aumento no preço dos automóveis novos e dos caminhões.

A divisão europeia da Ford obteve um lucro operacional antes de impostos de US$ 176 milhões, uma queda de US$ 146 milhões em relação ao segundo trimestre de 2010, em razão do aumento nos preços das commodities.

A Ford afirmou que continua prevendo aumento nos custos das commodities e nos custos estruturais em relação a 2010 e que seu resultado do segundo semestre será inferior ao registrado no primeiro semestre.

A divulgação do balanço antecede em três dias o início das negociações da empresa com a United Auto Workers sobre os novos contratos de trabalho. A Ford deve enfrentar contestações sobre a participação dos trabalhadores no lucro da empresa, diante do resultado do ano passado. As informações são da Dow Jones.