Lucro do Itaú Unibanco sobe 18% no 1º trimestre, a R$ 6,2 bilhões

Este foi o último trimestre sob o comando de Roberto Setubal, que passou o bastão para Candido Bracher, após 23 anos como CEO do banco

O Itaú Unibanco reportou lucro líquido de 6,176 bilhões de reais de janeiro a março, cifra 18% maior que a registrada um ano antes, de 5,162 bilhões de reais. Trata-se do segundo trimestre consecutivo de crescimento nos resultados do banco e o último sob o comando de Roberto Setubal, que passou o bastão para Candido Bracher, após 23 anos como CEO do banco, por atingir a idade limite para o cargo. Bracher assumiu a presidência da instituição na última terça-feira. Em relação ao quarto trimestre de 2016 o resultado do banco cresceu 6,17%.

O lucro do Itaú no primeiro trimestre foi influenciado, segundo o banco pelas reduções das despesas não decorrentes de juros em 7,8%, reajuste nos ativos em 64,5% e despesas com provisões para créditos de liquidação duvidosa em 7,4%, principalmente no segmento de varejo. “Além desses efeitos, tivemos redução de 8,0% da margem financeira com clientes e de 6,3% da margem financeira com o mercado”, acrescenta a instituição.

A carteira de crédito total da instituição foi a 586,998 bilhões de reais ao final de março, redução de 1,9% em relação a dezembro. Empréstimos para pessoas físicas diminuíram 1,6% em relação ao trimestre anterior e 2,0% em um ano, enquanto para pessoa jurídica encolheram 2,7% e 10,7%, nesta ordem.

Os ativos totais do Itaú somaram 1,413 trilhão de reais no primeiro trimestre, queda de 1,0% ante os três meses anteriores.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Entra crise, sai crise e estes abutres sempre se dando bem.. .

    Curtir