Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lucro da Braskem cai; empresa recebe indenização nos EUA

SÃO PAULO, 10 Mai (Reuters) – A Braskem viu seu lucro líquido recuar 50 por cento no primeiro trimestre em relação ao mesmo período do ano passado.

Entre janeiro e março deste ano, a maior petroquímica das Américas registrou lucro líquido de 152 milhões de reais, contra 305 milhões obtidos no mesmo período de 2011.

“O desempenho tem a ver com menor demanda de petroquímicos no mundo e elevação do preço da nafta no primeiro trimestre. A confluência reduziu margens das petroquímicas no mundo inteiro”, afirmou o presidente da Braskem, Carlos Fadigas, nesta quinta-feira.

Além das questões no front operacional, a queda no lucro é consequência do aumento da despesa financeira líquida trimestral na comparação anual, embora ela tenha caído ante o quarto trimestre de 2011.

Por outro lado, o lançamento contábil de uma indenização à Braskem relacionada a um contrato de fornecimento de matéria-prima nos Estados Unidos evitou um resultado final pior.

O valor bruto da indenização é de 236 milhões de reais e decorre do fechamento de uma refinaria na Pensilvânia que fornecia de 40 a 45 por cento do propeno utilizado pela Braskem em uma das suas unidades norte-americanas.

A Braskem reportou o ganho contábil neste primeiro trimestre, embora o valor chegue ao caixa da companhia neste segundo trimestre.

“�O fechamento (da refinaria) não impactou negativamente o desempenho da companhia no primeiro trimestre. Estamos montando estruturas alternativas”, afirmou Fadigas.

A ideia, explicou o executivo, é que a Braskem aumente o recebimento de matérias-primas de fornecedores que respondem pelos 55 a 60 por cento restantes.

“A unidade na Pensilvânia produz 350 mil toneladas de polipropileno. Estamos trabalhando para isso não resultar em aumento de custos. Existem poucos consumidores de propeno nos EUA e a Braskem é uma delas. O objetivo é que não haja nenhum impacto”, acrescentou Fadigas.

No primeiro trimestre, a Braskem registrou Ebitda -sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização- de 787 milhões de reais no primeiro trimestre, queda de 14 por cento na comparação anual.

Já a receita líquida da companhia totalizou 8,2 bilhões de reais, crescimento de 11 por cento sobre um ano antes.

MUDANÇAS NOS EUA

Ainda nos EUA, a Braskem estuda a possibilidade de substituir o recebimento de propeno de refinarias de petróleo por propeno vindo do gás de xisto (“shale gas”). Segundo Fadigas, a alternativa reduziria o custo de matérias-primas.

A Braskem poderia investir numa unidade própria de transformação de propano (derivado do gás natural) em propeno ou fazer uma parceria com outra empresa, diante da garantia de compra do produto pela Braskem.

�”É meio cedo para falar em investimentos… A decisão deve ser tomada ainda neste ano”, disse Fadigas.

(Por Carolina Marcondes)