Juro do cartão cai 68 pontos após nova regra do rotativo, diz BC

Taxa foi de 490,3% março para 422,5% em abril; desde o último mês, os consumidores que não pagam toda a fatura só podem ficar na modalidade por 30 dias

Os juros cobrados no cartão de crédito, na modalidade rotativo, tiveram queda de 67,8 pontos porcentuais em abril após a nova regra para esse tipo de empréstimo entrar em vigor. As taxas médias cobradas caíram de 490,3% ao ano em março para 422,5% no mês passado, segundo dados do Banco Central divulgados nesta quinta-feira.

Os juros do rotativo são as taxas mais elevadas do segmento de cartão de crédito e também a mais alta entre todas as avaliadas pelo BC, batendo até mesmo a do cheque especial. A taxa atingiu seu recorde em dezembro do ano passado, a 497,7%. Desde abril, os consumidores que não conseguirem pagar integralmente a fatura do cartão de crédito só podem ficar no crédito rotativo por 30 dias.

A regra foi fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) em janeiro, como parte da reforma microeconômica anunciada pelo governo no fim do ano passado. Os bancos tiveram pouco mais de dois meses para se adaptarem à nova norma, que obrigou as instituições financeiras a transferirem os clientes que não forem capazes de quitar o rotativo do cartão de crédito nos primeiros 30 dias para o crédito parcelado, que cobra taxas menores.

No total, os juros médios cobrados pelos bancos das pessoas físicas recuaram 2,7 pontos porcentuais em abril frente ao mês anterior, de 41,4% para 38,7%. Os juros do cheque especial tiveram alta de 0,3 p.p, chegando a 328,3%, mesmo patamar de janeiro deste ano. Já as taxas cobradas das empresas recuou de 20% para 19,2% em um mês.

A inadimplência média permaneceu estável  tanto no cálculo total (3,9%) quanto das pessoas físicas (4,0%), enquanto registrou leve alta nas pessoas jurídicas (de 3,7% para 3,8%), segundo dados do BC.

 

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. ROGÉRIO BARBOSA

    Medida tomada pelo Temer reduziu os juros do cartão, passei por isso.

    Curtir

  2. Social Democrata Nem Direita Nem Esquerda

    E tem otário que diz que o governo é ruim. Bom é a Dilma, Lula…não é esquerdinhas?

    Curtir

  3. Francisco Lemos

    em paises civilizados esse juros nao passa de 5 ou 7 %, quando e muito caro. Ainda vivemos vida semakhante a escravidao. trabalhamos apenas pra pagar juros e impostos. brasil, terra de ninguem.

    Curtir

  4. Francisco Lemos

    em paises civilizados esse juros nao passa de 5 ou 7 %, quando e muito caro. Ainda vivemos vida semalhante a escravidao. trabalhamos apenas pra pagar juros e impostos. brasil, terra de ninguem.

    Curtir