Jessica Alba já tem um império empresarial de US$ 1 bilhão

Aos 34 anos, estrela de Hollywood é uma das sócias da The Honest Company, que deve faturar 250 milhões de dólares em 2015 e vale mais de 1 bilhão de dólares

O rosto angelical e a voz suave talvez não deixem entrever, mas Jessica Alba é uma das maiores mulheres de negócios de Hollywood. Aos 34 anos, a estrela de filmes como “Quarteto Fantástico” e “Sin City” é uma das fundadoras e principais sócias da The Honest Company, empresa que, em 2015, apenas três anos depois de criada, deve faturar 250 milhões de dólares – e ultrapassou recentemente a marca de 1 bilhão de dólares em valor de mercado.

A The Honest Company começou em 2012 vendendo fraldas infantis, mas hoje tem uma linha com mais de 120 produtos de higiene, alimentação e limpeza, que vão de detergentes a suplementos vitamínicos. Em estimativa da revista Forbes, Alba já estaria entre as quarenta mulheres mais ricas dos Estados Unidos a terem construído suas fortunas do zero.

A revista criou a lista neste ano, e Alba não aparece na edição inaugural porque foi em meados deste ano que a The Honest Company deu seu salto em valor de mercado. Do mundo do entretenimento, aparecem apenas três nomes: a apresentadora Oprah Winfrey e as cantoras Madonna e Beyoncé. Isso mostra a dimensão do feito empresarial da atriz, nascida na Califórnia e bisneta de mexicanos.

A empresa vende seus produtos como sendo naturais e ecologicamente corretos. As fraldas, por exemplo, não são perfumadas, como vários modelos de concorrentes, porque elas precisariam ser odorizadas de maneira artificial. O crescimento da The Honest Company já atiçou a artilharia da concorrência: nos últimos meses, a companhia enfrentou ao menos dois processos movidos por consumidores. Em um deles, o consumidor alegou não ter recebido o produto “verde” que acreditava ter comprado. Em outro, um protetor solar mostrou-se pouco eficaz, o que levou a registros de queimaduras de pele em crianças que usaram o fator 30 do produto.

Os processos, que não chegam a ser incomuns para grandes empresas que vendem produtos de uso pessoal em tão larga escala, ganharam ampla repercussão na imprensa. Mas nada que tenha ofuscado os feitos no mundo dos negócios alcançados por Jessica Alba – que, carreira empresarial à parte, tem pelo menos três filmes previstos para estrear em 2016.

Leia mais:

Bill Gates é o homem mais rico do mundo, aponta Forbes

(Da redação)