Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Itaú Unibanco fecha compra de ativos de varejo do Citi no Brasil

A aquisição dos negócios de varejo conduzidos pelo Citigroup no Brasil foi fechada por 710 milhões de reais

O Itaú Unibanco Holding S.A. anunciou neste sábado acordo para aquisição dos negócios de varejo conduzidos pelo Citigroup no Brasil por 710 milhões de reais. A operação inclui empréstimos, depósitos, cartões de crédito, agências, gestão de recursos e corretagem de seguros, assim como as participações societárias detidas pelo Citibank na TECBAN (Tecnologia Bancária S.A.) e na Cibrasec (Companhia Brasileira de Securitização).

“A operação envolverá a reestruturação societária de algumas sociedades do conglomerado Citibank, de modo que o negócio de varejo no Brasil seja cindido e transferido para sociedades que serão objeto da aquisição”, diz o comunicado do Itaú, maior banco privado do país .

A conclusão da operação está sujeita ao cumprimento de determinadas condições precedentes, incluindo a obtenção das aprovações do Banco Central do Brasil e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

O Itaú disse que não espera que essa operação acarrete efeitos relevantes nos resultados deste exercício social.

O Itaú superou o Santander Brasil, que estava na disputa final pelos ativos de varejo da instituição financeira americana no país.

O Citigroup havia anunciado anteriormente que irá manter uma unidade corporativa e de banco de investimento no país.

De acordo com as informações disponibilizadas pelo Itaú, a operação de varejo do Citibank no Brasil, de 71 agências, conta com, aproximadamente, uma base de 315 mil clientes correntistas, 35 bilhões de reais entre depósitos e ativos sob gestão, 1,1 milhão de cartões de crédito e 6 bilhões de reais de carteira de crédito.

Com essa aquisição, o Itaú Unibanco diz que passará a ter 1,404 bilhão de reais em ativos e que o impacto no capital principal do Itaú Unibanco decorrente desta transação é estimado em aproximadamente 40 pontos básico (Índice Basileia III).

(Com Reuters)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Mauricio Reppetto

    Para o consumidor em geral isto significa menos concorrência e maior concentração da atividade bancária. Não chega a ser de todo ruim, mas bom também não é.

    Curtir