Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Irã aguenta de 2 a 3 anos de embargo sobre petróleo–Ahmadinejad

DUBAI (Reuters) – O Irã tem recursos suficientes para suportar um embargo total sobre suas vendas de petróleo por dois a três anos, disse o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, segundo a mídia local, dias antes da retomada das negociações com as potências mundiais sobre o programa nuclear de Teerã.

A União Europeia deve impor um embargo total sobre o petróleo bruto iraniano a partir de julho após medidas similares impostas pelos Estados Unidos para tentar forçar o Irã a abandonar o enriquecimento de urânio.

“Devemos dizer a eles que temos esse tanto economizado, que, mesmo se não vendermos petróleo por dois a três anos, o país se viraria facilmente”, afirmou uma reportagem da agência de notícias Fars publicada nesta terça-feira, citando Ahmadinejad durante uma visita à província Hormuzgan.

Os Estados Unidos e seus aliados esperam que as sanções sobre os setores de energia e financeiro do Irã forcem o país a abandonar o enriquecimento de urânio, que eles suspeitam ter como intenção o desenvolvimento de armas nucleares. O Irã alega que seus objetivos são totalmente pacíficos.

O Irã deve retomar as negociações esta semana com os países ocidentais mais a Rússia e a China sobre seu programa nuclear.

A Agência Internacional de Energia disse recentemente que as sanções amplas contra o Irã poderiam reduzir suas exportações de petróleo em até 1 milhão de barris por dia, ou 40 por cento, a partir do meio do ano.

Países-membros europeus, incluindo Grécia, Espanha e Itália, são clientes significativos do Irã e estão lutando para encontrar fontes alternativas antes da proibição ser introduzida.