Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Inflação espanhola em nível mais baixo desde novembro de 2010

O ritmo inflacionário espanhol voltou a retroceder em dezembro a 2,4% em ritmo anual, contra 2,9% de novembro, alcançando o menor nível desde novembro de 2010, segundo dados provisórios publicados nesta sexta-feira pelo Instituto Nacional de Estatísticas (Ine).

“Este resultado é consequência, principalmente, da queda dos preços dos combustíveis e lubrificantes e da manutenção do preço do tabaco, diante do aumento que estes produtos sofreram no ano passado”, destacou o Ine em seu comunicado.

No entanto, não dá detalhes da composição de suas estatísticas provisórias, calculadas em harmonia com as da União Europeia.

A inflação desacelerou levemente em novembro, depois de fechar em alta em setembro e se manter estável em outubro, a 3% ao ano. Alcançou um pico em abril de 3,5%, o mais alto nível desde outubro de 2008.

O Ine publicará o valor definitivo da inflação de dezembro no dia 13 de janeiro.

A inflação espanhola segue em um nível elevado, comparável ao registrado no outono (boreal) de 2008, antes que o país afundasse na crise econômica e que caíssem os preços do setor imobiliário.

A Espanha, que viu seu PIB cair 3,7% em 2009 e depois 0,1% em 2010, tem dificuldade para reativar sua economia desde o início de 2011: no primeiro trimestre, subiu 0,4%, no segundo, 0,2%, antes de cair a crescimento zero no terceiro.

O Banco da Espanha disse na quinta-feira que a atividade econômica “se contraiu no último trimestre de 2011.