Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Inflação do aluguel é de 0,75% em junho

IGP-M havia ficado estável em maio. O destaque de junho foi a forte alta dos preços no atacado, que pode influenciar o varejo em breve

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado para reajustar contratos de alugueis, subiu para 0,75% em junho, depois de ficar estável em maio, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quinta-feira. O indicador veio em linha com o esperado por analistas. O destaque do mês foi a forte alta dos preços no atacado que podem, mais adiante, refletir no varejo. Em 12 meses, o IGP-M acumula alta de 6,31%.

Um dos componentes do indicador, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60% do índice geral, teve alta de 0,68% em junho, ante deflação de 0,30% em maio. Os produtos agropecuários estão pesando mais, saindo de uma queda de 1,98% em maio para um avanço de 1,01% em junho. Os industriais, por sua vez, passaram de 0,34% de alta em maio para 0,56% este mês.

Já o indicador de varejo, o Índice de Preços ao Consumidor, com peso de 30%, ampliou a alta de preços para 0,39%, contra 0,33% vista anteriormente. O item Habitação foi o que mais pesou, ao avançar de 0,22% para 0,64%.

Por fim, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), que responde por 10% do IGP-M, registrou elevação de 1,96%, ante alta de 1,24% em maio.

Leia mais:

Tombini diz que inflação mantém tendência de alta

Tomate abandona posto de vilão da inflação – preço cai 10%

estourou o teto da meta

(com agência Reuters)