Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Inflação anual na Alemanha atinge maior nível em três anos

Alta de 2,6% no acumulado de 12 meses até agosto foi puxada pelo aumento nos preços de energia e itens como vestuário e calçados

Os dados devem reduzir a pressão para que o Banco Central Europeu corte juros

Os preços ao consumidor na Alemanha subiram 2,6% em setembro no acumulado de doze meses, após registrar alta de 2,4% em agosto, segundo dados preliminares divulgados nesta quarta-feira pelo Escritório Federal de Estatísticas (Destatis). A inflação anual no país, a maior economia da Europa, é a mais alta desde setembro de 2008, quando a taxa estava em 2,9%, informou o Destatis. Em relação a agosto, os preços subiram 0,1% em setembro, após ficarem inalterados no mês passado. Economistas previam declínio de 0,1% no índice mensal e taxa anual de 2,4% em setembro.

A alta da inflação foi puxada, mais uma vez , pelo aumento nos preços de energia e pela alta em itens como vestuário e calçados. Os dados devem reduzir a pressão para que o Banco Central Europeu (BCE) corte os juros, em sua reunião na próxima semana. O BCE elevou as taxas duas vezes neste ano, em abril e julho, mas, desde então, tem ouvido reivindicações para que reverta as medidas por causa do agravamento da crise da dívida. Quando calculados com base na cesta padronizada de bens da União Europeia, os preços ao consumidor na Alemanha subiram 2,8% em setembro (taxa anual) e 0,1% no mês.

(com Agência Estado)