Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Inadimplência em transações com cheque sobe 13,88%

Por AE

São Paulo – A inadimplência em transações feitas com cheques cresceu 13,88% em abril de 2012, em comparação a abril de 2011, segundo pesquisa mensal divulgada nesta quinta-feira pela Telecheque. Pelo levantamento, feito em 10 mil pontos de vendas em 890 municípios brasileiros, 3,20% do valor total dos cheques transacionados no período não foi liquidado, enquanto em abril de 2011 o porcentual ficou em 2,81%.

Entre os motivos do aumento da inadimplência, informou a Telecheque, a falta de fundos liderou com 77,1% do valor total em cheques não liquidados. Os demais motivos foram cheques sustados, com 8,1%, roubados ou furtados, com 3,7%, fraudados, com 2,1%, e outros motivos, com 9,0%.

A pesquisa apontou ainda que a região Sul subiu, entre março e abril, da terceira posição para a liderança no ranking onde a inadimplência mais cresceu. Na comparação entre abril de 2012 e abril de 2011, a região apresentou um crescimento de 29,15%. O Sudeste veio na sequência, com 16,92%, seguido do Nordeste, com 14,36%.

As regiões Centro-Oeste e Norte apresentaram redução na inadimplência. Na Centro-Oeste, a queda foi de 11,76% e na Norte, de 5,35%. Mesmo com o aumento na inadimplência, o valor médio dos cheques utilizados nas compras cresceu em abril. Na comparação entre abril de 2012 com abril de 2011, o valor médio subiu 18,15%, de R$ 273,49 para R$ 323,14.