Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

IBGE: Vendas no comércio voltam a crescer em setembro, após queda

Varejo subiu 0,4% frente ao mês anterior, com avanço em cinco de oito setores pesquisados; em agosto, houve baixa, interrompendo sequência de quatro altas

As vendas no comércio varejista tiveram crescimento de 0,5% em setembro frente ao mês anterior, segundo dados do IBGE divulgados nesta terça-feira. O resultado representa uma recuperação no indicador, que registrou queda em agosto, interrompendo uma sequência de quatro altas consecutivas.

No confronto com setembro do ano passado, a alta nas vendas foi de 6,4% – a maior alta neste tipo de comparação desde 2014. O acumulado no ano é de 1,3%. O IBGE também revisou o dado referente a agosto (para -0,4%, ante -0,5% divulgado anteriromente).

A maior parte dos setores monitorados pelo IBGE (5 dentre 8) tiveram alta em setembro no confronto com agosto. As maiores influências positivas foram em hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, seguido por artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (4,3%) e de outros artigos de uso pessoal e doméstico (2,9%).

“Por outro lado, sinalizando queda nas vendas na comparação com agosto de 2017, encontram-se combustíveis e lubrificantes (-0,7%) e livros, jornais, revistas e papelaria (-3,4%), ambos registrando o terceiro recuo seguido”, diz o IBGE.

Varejo ampliado

No comércio varejista ampliado – que inclui itens automotivos e para construção – , as vendas avançam 1,0% em setembro em relação ao mês anterior. Contribuiu para esse resultado o avanço de 0,5% em material de construção, enquanto as vendas de veículos, motos, partes e peças registraram recuo de 0,4% – após crescimento de 3,0% no mês anterior.