Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

HP pode demitir até 30.000 funcionários, diz WSJ

Anúncio deve ser feito na próxima semana junto com a divulgação dos resultados financeiros da companhia nos Estados Unidos

A Hewlett-Packard (HP) planeja cortar entre 25.000 e 30.000 pessoas do seu quadro de funcionários, informou o The Wall Street Journal. O número é recorde e deve atingir todas as unidades da companhia no mundo.

De acordo com o WSJ, a decisão faz parte da estratégia de reestruturação da companhia. Apesar de alto, o número representa apenas 8% do total de empregados que a HP possui, de cerca de 350.000 em todo o mundo.

Pessoas próximas à empresa disseram ao jornal americano que o anúncio pode ser feito na semana que vem, quando a HP pretende divulgar seus resultados financeiros trimestrais.

No último trimestre fiscal encerrado em janeiro de 2012, a HP apresentou queda de 44% no lucro e um declínio na receita de 7%. O resultado operacional em cada uma de suas principais unidades diminuiu mais de 30% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Desde a saída do ex-CEO Mark Hurd, em agosto de 2010, que se envolveu em um escândalo sexual, a HP vive constante turbulência. Seu sucessor, Leo Apotheker tentou recuperar as perdas da companhia, mas fracassou e foi demitido um mês após assumir o cargo e substituído por Meg Whitman, atual CEO da companhia.