Governo alemão amplia proibição de venda a descoberto

O governo alemão adotou nesta quarta-feira um projeto de lei que inclui todas as ações no pacote de proibição de vendas a descoberto em operações de curto prazo.

A medida, que precisa passar pelas duas Casas do Parlamento, soma-se a regulações estabelecidas no mês passado pela chanceler Angela Merkel para coibir a especulação financeira. A lei permitiria ao Ministério das Finanças alemão proibir derivativos em euro por decreto com o propósito de evitar ou afastar sérios prejuízos à estabilidade dos mercados financeiros.

A medida unilateral de Berlim no mês passado de impor uma proibição imediata, mas parcial, a vendas a descoberto provocou reação negativa dos mercados financeiros e ofendeu alguns países europeus.

As vendas a descoberto (“naked short selling”, em inglês) permitem aos operadores da bolsa vender nos mercados um título que não possuem e nem pediram emprestado, especulando sobre a queda de seu valor para, depois, comprá-lo por um preço mais baixo e assim embolsar a diferença.

(Com AFP e Reuters)