Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Fiat pode ser negociada com grupo chinês

Fontes italianas e brasileiras sugerem que a negociação já está em curso, incluindo visitas de delegações ao país

Notícias que chegam de diferentes lugares dão conta de que a FCA (Fiat Chrysler Automobiles), o conglomerado industrial formado pelas marcas Fiat e Chrysler, estaria negociando suas operações com a fabricante chinesa GAC (Guangzhou Automotive Group China).

A primeira informação nesse sentido surgiu em maio do ano passado, quando o jornal italiano Il Giornale de Milão, afirmou que o grupo chinês teria planos de fazer uma oferta pelo controle da empresa ítalo-americana. A GAC já é sócia da FCA, produzindo os modelos Jeep Cherokee e Renegade, na China. E, segundo o jornal, a GAC teria interesse em estreitar os laços com a parceira ocidental.

No Brasil, o assunto esquentou esta semana em razão de informações que chegaram à redação de QUATRO RODAS vindas de diferentes fontes. “Há dez dias, uma delegação de chineses está visitando a fábrica, andando pelos departamentos e participando de reuniões”, disse um funcionário que não quer se identificar.

“Terceirizados foram informados que os contratos existentes serão cancelados e renegociados com os chineses que compraram parte da fábrica”, afirmou o empregado de um fornecedor. As fontes não conseguem confirmar se as negociações seriam de compra, fusão ou parceria e nem se isso ocorreria a nível mundial ou regional.

Leia íntegra da reportagem no site da Quatro Rodas.