Faculdade britânica de economia oferece aula com Angelina Jolie

Atriz é professora visitante do Centro para Mulheres, Paz e Segurança da prestigiosa London School of Economics

A London School of Economics, uma das universidades de maior prestígio do Reino Unido, tem uma celebridade entre seu time de professores: é Angelina Jolie, professora visitante do Centro para Mulheres, Paz e Segurança da universidade.

No último mês de maio, a atriz foi anunciada como professora visitante do centro. As matrículas para o curso do qual ela vai participar começam no outono do hemisfério norte, que vai de setembro a dezembro. As aulas serão ministradas em 2017.

Jolie foi convidada para ser professora visitante por causa de seu trabalho como embaixadora especial da Agência das Nações Unidas para os Refugiados. Ela não terá um trabalho contínuo na London School of Economics – o que significa que não será uma rotina dos estudantes encontrá-la nos corredores ou na lanchonete. Suas aulas ocorrerão “a depender de sua agenda”, segundo a universidade informou em maio. Eles ocorrerão, no mínimo, uma vez por ano, enquanto durar seu trabalho como professora visitante.

Leia mais:
O novo investimento do bilionário George Soros: refugiados

Brad Pitt fala sobre separação: ‘O que importa são nossos filhos’

A atriz foi anunciada no mesmo dia de outras estrelas de seus respectivos campos. Jane Connors, diretor de advocacia internacional da organização Anistia Internacional, William Hague, ex-secretário de Estado britânico – que também ministrará suas aulas de acordo com sua agenda -, e Madeleine Rees, secretária-geral da Liga Internacional das Mulheres pela Paz e Liberdade. Rees inspirou o roteiro de A Informante, filme estrelado por Rachel Weisz que trata de violência doméstica e escravidão sexual.

Em comunicado divulgado nesta terça-feira, o advogado de Angelina Jolie confirmou que ela entrou com pedido de divórcio de Brad Pitt. O casal estava junto desde 2004 e casou-se em 2010.