Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Facebook cria seu próprio serviço de classificados

Novo serviço, batizado de Marketplace, será lançado nos Estados Unidos, Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia nos próximos dias

O Facebook anunciou nesta segunda-feira uma ferramenta de comércio que permite que os usuários da rede social comprem e vendam produtos. Com essa espécie de serviço próprio de anúncios classificados, a empresa tentará novas formas de manter seus usuários envolvidos.

Leia mais:
Facebook deve lançar rede social profissional em outubro
Facebook reconhece ter inflado estatísticas de consumo de vídeo

O recurso, chamado de Marketplace, aparece como um ícone de “loja” na parte inferior do aplicativo do Facebook. Ele permitirá aos usuários anunciar ou procurar produtos à venda em sua rede. O Facebook informou que não vai facilitar o pagamento ou a entrega de produtos e não vai ter uma participação em quaisquer transações.

O novo serviço será lançado nos Estados Unidos, Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia para os usuários de Android e iPhone nos próximos dias, disse a empresa em seu blog. O recurso estará disponível na versão para computadores nos próximos meses.

Mais de 450 milhões de pessoas já visitam por mês grupos do Facebook que têm produtos para compra e venda, segundo a companhia. No ano passado, o Facebook disse que estava testando várias características de anúncios que permitam aos usuários comprar diretamente através do seu aplicativo, um esforço para avançar ainda mais no comércio eletrônico.

(Com Reuters)