Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Euro sobe com taxa menor de retorno de papéis da Grécia

Por Gustavo Nicoletta

Nova York – O euro subiu em relação a outras moedas fortes após a Grécia e a Áustria terem vendido títulos mais cedo oferecendo ao mercado taxas de retorno menores do que as registradas em leilões anteriores de papéis semelhantes. Os comentários de uma representante da Fitch Ratings reiterando que a agência de classificação de risco não rebaixará a nota de crédito da França neste ano também contribuíram para o avanço.

Apesar disso, a Standard & Poor’s, que no ano passado colocou o rating da França e de outros 14 países da zona do euro em observação para potencial rebaixamento, ainda não se manifestou sobre o assunto, o que impediu um avanço mais significativo da divisa europeia. “A realidade é que não estamos vendo uma solução rápida para a questão das dívidas da zona do euro”, disse Aroop Chatterjee, estrategista-chefe de câmbio do Barclays Capital.

No final da tarde em Nova York o euro subia para US$ 1,2778, de US$ 1,2765 na segunda-feira, embora ao longo da sessão tenha tocado máxima intradia de US$ 1,2819. Na comparação com a moeda japonesa, o euro avançava para 98,20 ienes, de 97,85 ienes ontem. O dólar permanecia estável ante iene e o franco suíço, a 76,84 ienes e a 0,9492 franco, enquanto a libra avançava para US$ 1,5477, de US$ 1,5458 na segunda-feira.

Na quinta-feira, o Banco Central Europeu (BCE) deve anunciar sua decisão de política monetária, mas boa parte dos investidores acredita que a instituição vai manter as estratégias e os juros atuais. As informações são da Dow Jones.